Tags

, , , , , ,

Que as cozinhas e salas integradas estão fazendo o maior sucesso no universo do design de interiores não é novidade nenhuma né? Vemos pra cima e para baixo projetos com toda área social integrada e todo mundo querendo quebrar as paredes para deixar a cozinha aparecendo, mas e como funciona isso no dia a dia de uma casa “normal”? Você sabe qual a diferença entre coifa, depurador ou exaustor? Qual é a melhor opção para a sua cozinha? Será que eles realmente funcionam?

Essas são só algumas das perguntas que recebo diariamente, então resolvi fazer um post explicativo para tirar suas dúvidas de uma vez por todas! Vamos lá?

Todo mundo quer saber qual a melhor opção para tirar o cheiro e a gordura do ambiente e fica na dúvida de qual dos três equipamentos escolher, mas antes de falar um pouco mais sobre cada um, é importante salientar que nenhum deles irá tirar completamente o cheiro da preparação dos alimentos do ar. Obviamente que se o equipamento tiver um duto de saída de ar externo ao ambiente o cheiro irá diminuir, mas não será completamente tá? Dito isso, vamos as opções:

EXAUSTOR 

O exaustor é mais utilizado industrialmente, mas não é porque ele é melhor para tirar o cheiro e gordura das cozinhas não. A função principal desse aparelho é realizar a troca do ar quente de dentro do ambiente pelo ar frio que está do lado de fora, ou seja, dentre as opções, ele é a menos indicada para uma cozinha residencial pois ele não faz nenhum tipo de purificação no ar, logo não retira a gordura da cozinha. Ele serve mais como uma forma de refrigeração de espaços maiores.

Tá, mas então por que falam de exaustor para cozinha? O termo exaustor é popularmente utilizado para se referir ao depurador, e não realmente ao exaustor industrial, e é aqui que as dúvidas começam, afinal usam vários termos diferentes para uma mesma coisa. Então se alguém estiver falando sobre um exaustor na cozinha, provavelmente essa pessoa vai estar se referindo ao depurador.

DEPURADOR

Mas afinal, o que é e pra que ser o depurador? O depurador funciona com um filtro de carvão ativado no seu interior, ou seja, ele suga o ar quente e a gordura  filtrando o ar e devolvendo para o ambiente. Os depuradores são mais indicados para cozinhas pequenas, pois são compactos e não possuem dutos de saída de ar, ocupando menos espaço e podendo ser embutidos em móveis para um melhor aproveitamento dos armários. Como eles filtram o ar e devolvem ao ambiente é importante fazer a limpeza dos filtros e também a troca do carvão ativado com frequência para manter a capacidade de sucção do equipamento. Cada marca tem suas indicações de tempo de troca do carvão e forma de limpeza dos filtros, mas em geral o ideal é trocar o carvão ativado a cada 6 meses e fazer a limpeza do filtro um vez por mês. Essa limpeza é simples, na maioria das vezes apenas necessitando que o filtro seja lavado com água quente e sabão neutro.

Devido ao depurador não ter saída externa de ar, sua potencia é menor do que a coifa em 10-15% pois o ar é devolvido para o próprio ambiente e com isso a redução dos cheiros dos alimentos não é minimizada.

COIFA

Existem dois modelos de coifas, as coifas de ilha e as coifas de parede, elas funcionam sugando o ar quente e gordura do ambiente e jogando para fora por meio dos dutos de saída de ar no teto, nas paredes ou no forro de gesso. Como o ar não é jogado novamente para o ambiente, o “cheiro” dos alimentos diminui um pouco dentro do ambiente, mas não vai sumir completamente, até porque nem é essa a intenção do equipamento.

Em geral a coifa tem uma eficiência maior, porém entre os modelos e marcas podem variar bastante, então é melhor conversar com alguém especializado na hora de realizar a compra do seu equipamento. Outro detalhe importante é que o duto de saída de ar da coifa seja o máximo em linha reta possível, com o menor número de curvas e não muito longo, pois a distância muito grande e cada curva no duto diminui o poder de sucção do equipamento. Ou seja, as vezes é melhor manter a coifa em modo de depuração do que fazer um duto muito longo e/ou cheio de curvas.

Tá, mas como assim coifa em modo de depuração? Se na sua casa/apartamento não tem saída para o duto da coifa e você não quer ou não pode fazer um, você pode usar a coifa em modo de “depuração”, ou seja ela vai ter a estética da coifa, mas vai apenas fazer a limpeza do ar por um filtro de carvão ativado e devolver o ar para o ambiente. Então eu vou ter uma coifa que vai funcionar como um depurador? Mas pra que isso? Sim, você vai ter todo o apelo estético da coifa, mas a função dela vai ser apenas de depuração. Isso é muito mais comum do que parece, e as pessoas fazem isso porque as coifas em geral são muito mais bonitas na cozinha. Lembrando que uma coifa em modo depuração, vai ter a sua eficiência reduzida nos mesmo 10-15% dos depuradores, afinal o ar não está saindo do ambiente.

Do mesmo jeito que o depurador, a coifa também precisa de limpeza regularmente. A grade de proteção tem que ser lavada com frequência, e se você utiliza ela no modo depuração, também é necessário fazer a troca do carvão ativado de tempos em tempos. Alguns modelos até indicam quando é necessário fazer a troca.

DICAS

Independente se você optar pela coifa ou depurador, o indicado é que o aparelho seja ligado uns 5-10 minutos antes de você iniciar a cozinhar e que permaneça ligado por mais 5-10 minutos após terminar de cozinhar. Assim é possível fazer uma melhor limpeza do ar no ambiente. Também é ideal ligar o equipamento independente do tipo de comida que você estiver cozinhando, então nada de ligar a coifa só quando estiver fritando algo. Ela funciona muito bem para todo o tipo de comida, pois praticamente tudo tem vapor com gorduras, mesmo que você só faça um arroz por exemplo.

É importante lembrar que o ideal é que não tenha circulação de ar no ambiente na hora de usar a coifa/depurador. Então esqueça aquela ideia de abrir todas as portas e janelas e ligar a coifa/depurador. Você só estará fazendo com que o ar quente e com gordura se espelhe por todo o ambiente em vez e seguir o fluxo de sucção do equipamento, prejudicando sua eficiência e funcionalidade.

Outra informação bem relevante é que já foi realizado um estudo que comprova que a vida útil dos móveis e eletrodomésticos aumentam em 15-20% em cozinhas que fazem o uso correto e regular de coifas ou depuradores, ou seja, vale muito a pena ter um equipamento desse na sua casa, principalmente se você tem uma cozinha integrada com a sala e área social.

O post ficou muito mais longo do que eu previ, desculpa o excesso de informação pessoal, mas acredito que agora vocês já tem uma boa ideia das diferenças entre eles e vão saber optar pela melhor opção, mas se mesmo assim ficar alguma dúvida, deixa aqui nos comentários que faremos o possível para ajudar! 🙂


Esse é um post da séria “Tire sua dúvida” e se você tem alguma sugestão de tema ou dúvida mande para nós aqui nos comentários ou pelo e-mail contato@cupdesign.com.br que vamos ter o maior prazer em te ajudar!

Gostou!? Então curta a página do CUP DESIGN no Facebook e receba nossas atualizações em primeira mão.